domingo, 13 de dezembro de 2009

Linha do tempo

Trabalho desenvolvidos pelos alunos do Ensino Fundamental da EMEF Dulce Bento Nascimento. As maquetes caracterizam a linha do tempo do Brasil - período colonial até os dias atuais.
video

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Desabafo de uma Professora

"Tá passando da hora" de se pensar SERIAMENTE em "Educação" em nosso País .Mas também "está passando da hora" de se pensar sobre na educação que estamos dando aos nossos filhos!!

Este texto é um relato de uma professora sobre a realidade da escola pública. Sem o apoio da mídia, só nos resta a internet para divulgar o que acontece.
PROFESSOR – UMA ESPÉCIE EM EXTINÇÃO

Por verônica Dutenkefer (20/06/2009)
Esse texto que escrevo precisamente agora é mais um desabafo. Desabafo de uma profissional que está lecionando há mais de 22 anos e que não sabe se sobreviverá por mais dez anos, que é o tempo que ainda precisarei trabalhar (por mais que ame muito o que faz).
Trago comigo muitas perguntas que não querem calar. E talvez a mais inquietante é: O que será necessário acontecer para se fazer uma reforma educacional neste país????
Constantemente ouço ou leio reportagens com as autoridades educacionais proclamarem a má formação de seus professores. Culpando as universidades, a falta de cursos de formação e culpando-nos evidentemente.
Se a educação neste país não vai bem só existe um culpado: o professor.
E aí vem meus questionamentos: Como um professor de escola pública pode fazer o seu trabalho se ele precisa ficar constantemente parando sua aula para separar a briga entre os alunos, socorrer seu aluno que foi ferido por outro aluno, planejar várias aulas para se trabalhar os bons hábitos na tentativa vã de se formar cidadãos mais conscientes e de melhor caráter?
Nos cursos de formação nos é passado constantemente a recusa de um programa tradicional e conteudista, mas nossas avaliações de desempenho das escolas, nossos vestibulares e concursos públicos ainda são tradicionais e nos cobra o conteúdo de cada disciplina.
Como pode num país.....num estado...num município haver regras tão diferentes entre a rede particular e pública?
Na rede particular as escolas continuam conteudistas, há a seriação com reprovação, a escola pode suspender ou até mesmo expulsar um aluno que não esteja respeitando as regras daquela instituição.
A rede pública vive mudando o enfoque pedagógico (de acordo com o partido que ganhou as eleições), é cobrado cada vez menos do aluno, não se pode fazer absolutamente nada com um aluno indisciplinado que até mesmo coloca em risco a segurança de outros alunos e funcionários daquela instituição.
Dia a dia....minuto a minuto... os professores são alvos de agressões verbais e até mesmo física pelos alunos.
A cada dia somos submetidos a níveis de stress insuportáveis para um ser humano. Temos que dar conta do conteúdo a ser ensinado + sermos responsáveis pela segurança física de nossos alunos + sermos médicos + enfermeiros + psicólogos + assistentes sociais + dentistas + psiquiatras + mãe + pai ......
E quando ameaçados de morte e recorremos a uma delegacia pra fazer um boletim de ocorrência ouvimos: “Isto não vai adiantar nada!”
Meus bons alunos presenciam o mal aluno fazendo tudo o que não pode ser feito e não acontecendo nada com ele. É o exemplo da impunidade desde a infância.
Meus bons alunos presenciam que o aluno que não fez absolutamente nada durante o ano, passou de ano como ele, que se esforçou e foi responsável.
Houve um ano que eu tinha um aluno que era muito bom. E ele começou a faltar muito e ir mal na escola. Os colegas diziam que ele ficava empinando pipa ao invés de ir pra escola.
Um dia, tive uma conversa com ele, e perguntei o que estava acontecendo? E ele me disse: “Prá que eu vou vir prá escola se eu vou passar de ano mesmo assim?” Então eu procurei aconselhar (como faço com meus alunos até hoje) que ele devia freqüentar a escola, não para tirar notas boas nas provas ou passar de ano. Ele deveria vir a escola para aumentar seu conhecimento que é o único bem que ninguém poderá roubar. Que a escola iria ajudá-lo a aprender e trocar conhecimentos com os outros e ajudá-lo a dar uma melhor formação na vida..
Depois dessa conversa ele não faltou mais tanto....mas nunca mais voltou a ser o excelente aluno que era.
Qual a motivação de ser bom aluno hoje em dia? Seus ídolos são jogadores de futebol que não falam o português corretamente e que não hesitam em agredir seus colegas jogadores e até mesmo os árbitros. Ensinando que não é necessário haver respeito as autoridades e aos outros. Ou são dançarinas que mostram seu corpo rebolando na televisão e pousando nuas para ganhar dinheiro. Para quê eu me matar de estudar se há tantas profissões que não são valorizados e nem respeitadas? ??
Conheci (e ainda conheço e convivo) ao longo de minha carreira na escola pública, inúmeros profissionais maravilhosos. Pessoas que amam a sua profissão, que se preocupam com seus alunos, que fazem trabalhos excepcionais. Que possuem um conhecimento e formação excelentes, mas que estão desgastados e quase arrasados diante da atual situação educacional.
Li a poucos dias num artigo que os cursos de filosofia, matemática, química, biologia e outros todos ligados a área de magistério não estão tendo procura nas universidades.
Lógico!!!!! Quem é que quer ser professor??? ?????? Quem é que quer entrar numa carreira que está sendo extinta, não só pela total desvalorização e respeito, mas também pela falta de segurança que estamos enfrentando nas escolas.
Fiquei indignada com uma reportagem na TV (que aliás adora fazer reportagens sensacionalistas colocando o professor sempre como vilão da história) em que relatava que numa escola um aluno ameaçava os outros com um revólver e num determinado momento o repórter perguntou: ”Onde estava o professor que não viu isso??!!” E agora eu pergunto: “O que se espera de um professor (ou de qualquer ser humano), que se faça com uma arma apontada pra você ou pra outro ser humano??? Ah...já sei...o professor deveria enfrentar as balas do revólver!!!! Claro!!! As universidades e os cursos de aperfeiçoamento de professores não estão nos ensinando isso.. Vocês tem conhecimento de como os professores de nosso país estão adoecendo???? Vocês sabem o que é enfrentar o stress que a violência moral e física tem nos submetido dia a dia? Você sabe o que é ouvir de um pai frases assim:
“Meu filho mentiu, mas ele é apenas uma criança!”
“Eu não sei mais o que fazer com o meu filho!”
“Você está passando muita lição para meu filho, e ele é apenas uma criança!”
“Ele agrediu o coleguinha, mas não foi ele quem começou.”
“Meu filho destruiu a escola, mas não fez isso sozinho!”
Classes super lotadas, falta de material pedagógico, espaço físico destruído, violência, desperdício de merenda, desperdício de material escolar que eles recebem e, muitas vezes, não valorizam (afinal eles não precisam fazer absolutamente nada para merecê-los), brigas por causa do “Leve-leite” (o aluno não pode faltar muito, não por que isso prejudica sua aprendizagem, mas porque senão ele não leva o leite.) Regras educacionais dissonantes de acordo com a classe social dos alunos. Impunidade.
Mas a educação não vai bem, por causa do professor..
Encerro esse desabafo com essa pergunta que li a poucos dias:
Essa pergunta foi a vencedora em um congresso sobre vida sustentável.

"Todo mundo 'pensando' em deixar um planeta melhor para nossos filhos... Quando é que 'pensarão' em deixar filhos melhores para o nosso planeta?"
O BOM NESTE PAÍS É SER POLITICO. APOSENTA-SE COM 8 ANOS DE "TRABALHO(?) ".
TRABALHO?? JÁ VIU ALGUM POLÍTICO TRABALHAR? 1 OU 3 DIAS DE COMPARECIMENTO NO LOCAL DO TRABALHO, COM PAGAMENTO EXTRA SE COMPARECER MAIS 1 DIA E COM GANHOS EXORBITANTES!!!! É ESSE BRASIL QUE O BRASILEIRO SEM CULTURA E SEM CONDIÇÃO DE AVALIAÇÃO, MERECE!
É ESSE O BRASIL DO PT ( PARTIDO DOS TRANBIQUEIROS, TRAFICANTES, TRAIDORES..TRANQUEIRAS..ETC.
PASSEI A TER VERGONHA DESTE PAÍS!!

domingo, 4 de outubro de 2009

Vídeos - Históricos e Culturais

Vídeos educativos da história e cultura de diversas cidades brasileiras e pontos históricos. São vídeos da série "Momento Brasil" entre outros.
Os vídeos relacionados podem ser utilizados com finalidade pedagógica pelos professores de História, Artes, ACE ou qualquer outro componente curricular que desejar trabalhar a interdisciplinaridade.
Temas:
* A história do cinema; * Origem do teatro; * Cordel; * História da Bossa Nova;
* Documentário Carmem Miranda; * Pelé - o eterno rei do futebol; * Salvador;
* São Luiz; * São Paulo; * Rio de Janeiro; * Rio São Francisco, entre outros.
Público alvo: Alunos do ensino fundamental e médio.


Vídeos - Educação

Vídeos - Geografia - Sistema Solar

Vídeos educativos - Espaconave terra são compostos por vários episódios abordando o sistema solar.
São ferramentas pedagógicas riquissímas para exploração do tema nas aulas de geografia e componentes curriculares afins.
Público alvo: Alunos do 5º ao 9º ano do ensino fundamental regular e EJA, e ensino médio.


Vídeos - História / Cultura / Curiosidades

Vídeos educativos que abordam fatos e patrimônis históricos e culturais de algumas cidades brasileiras, como Belo Horizonte, Belém, Alcântara, entre outras. São vídeos educativos que podem ser utilizados por professores de História, Artes, ACE e outros, para enriquecimento de suas aulas.
Público alvo: alunos do 6º ano ao 9º ano regular e EJA, e alunos do ensino médio.
Há também, alguns vídeos relacionados à lista que são bastante informativos, abordando diversos temas e curiosidades. Estes vídeos são destinados aos alunos de 1º ao 5º ano do ensino fundamenta.

Vídeo - Geografia

Vídeos educativos que abordam temas como: movimento da terra (rotação e translação), Escalas, globalização, entre outros.
Material pedagógico para ser utilizado por professores de Geografia, Matemática entre outros.
Público alvo: alunos do 5º ao 9º ano do ensino fundamental regular e EJA, e alunos do ensino médio.

Folclore Brasileiro

Vídeo abordando o Folclore brasileiro: Lendas e mitos.
Público alvo: alunos do 1º ao 6º ano do ensino fundamental.

Vídeos Educativos - Série " De onde vem?"

Vídeos educativos da série "de onde vem?" abordando diversos temas:
De onde vem?
- O choro?; - O espirro?; - O fósforo?; - O leite?; - O livro?; - O ovo?
- O pão?; - O papel?; - O plástico?; - O sal?; - O sapato?; - O vidro?; - O choro?
- O avião?; - O arco íris?; - A televisão?; - A onda?.
Público alvo: alunos do 1º ao 6º ano do ensino fundamental regular.

Vídeos Educativos - Geografia

Vídeos educativos utilizados como instrumento pedagógico na área da geografia, abordando: Cosmos:
- Eclipses e auroras
- Impactos
- O campo dos cometas
- Fronteiras do espaço
- O sistema solar.
Público alvo: alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental regular e EJA e ensino médio.

Diabetes

Células

Vídeos Eduvativos

Poliedros

Poliedros de Platão

Diálogo geométrico

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Midia e Valores Morais

Como se não bastasse a banalização da televisão em relação aos valores morais, aos bons princípios e costumes, as empresas de propaganda e marketing estão trilhando esses caminhos, dando ênfase a trapaças, violência, banalização do sexo, desmoralização dos princípios familiar, entre outros.
Empresas bem posicionadas e consolidadas no mercado, como Alpargatas e Nestlé, entre tantas outras, invadem através da televisão, o lar de dezenas de milhões de famílias, associando seus produtos à banalização do sexo e vendendo ideias de que para consegui-los vale tudo: trapaças, liberalização e vulgarização sexual e violência.
Estes nefastos profissionais de propaganda e marketing, sem limites e sem escrúpulos, tentam associar as pessoas da terceira idade a todos esses falsos conceitos.
Nós, cidadãos providos de inteligência e bons princípios não devemos aceitar os abusos praticados por tais empresas.
Já que não há uma legislação que proíba esses disparates, como cidadãos de princípios e consumidores devemos boicotar produtos procedente de tais empresas, que associam seus produtos a falsos princípios morais.

Everaldo Rocha

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Pontos para Reflexão

Saúde, educação e auto-estima - Não se angustie se não tiver dinheiro suficiente para oferecer bens materiais aos seus filhos. Eles precisam do seu suporte, da sua atenção e do seu amor para crescer saudáveis, fortes e bem-aventurados.
(o sucesso está no equilíbrio)

sábado, 15 de agosto de 2009

Gripe Influenza A (H1N1) - medidas para volta às aulas

Gripe A: rede de informação orientará população sobre prevenção na volta às aulas17/08/2009, Afastar pessoas com sintomas de gripe do convívio e lugares onde há aglomeração. Essa é a principal orientação que a Secretaria Municipal de Saúde vai repassar à população, por meio de 409,2 mil folders e 10 mil cartazes, além de mais de 300 vídeos que serão distribuídos para as famílias de Campinas na volta às aulas e para a população em geral a partir do dia 17 de agosto. O objetivo é reduzir o risco de propagação da nova gripe - Influenza A (H1N1).
A Prefeitura de Campinas, por meio das Secretarias Municipais de Saúde, Educação e Transportes, e em parceria com a Unimed, vai investir fortemente nas ações de educação em saúde para estabelecer uma rede de informação e mobilização social focada em alunos, pais, professores e população em geral com orientações sobre a nova gripe, sintomas e procedimentos em relação a crianças com síndrome gripal - que devem permanecer em casa por sete dias após o início dos sintomas.
Distribuição
A Secretaria Municipal de Saúde está disponibilizando 300 mil folders com orientações da nova gripe, que serão distribuídos a partir das primeiras horas da manhã do dia 17 nas 198 escolas da rede municipal e também nas unidades escolares particulares de Campinas.
A EMDEC está afixando 1,2 mil cartazes em toda a frota e nos 11 terminais. Também orientou as concessionárias e cooperativas que fazem parte do transporte público a deixar janelas dos veículos abertas e a adotar outras ações de prevenção, para minimizar a propagação da nova gripe.
A Unimed também se aliou à Prefeitura e iniciou a distribuição de 100 mil folders informativos nas unidades próprias, além de disponibilizá-los para as redes pública e privada de saúde. Mais de 300 vídeos com o esclarecimento acerca das principais dúvidas sobre a doença vão ser disponibilizados em unidades de saúde, escolas e para a população interessada em ter o material.
Conscientização:
Com a volta às aulas, estima-se que pelo menos 200 mil estudantes voltem ao convívio escolar em Campinas, sendo mais de 70 mil só na rede municipal e creches conveniadas. Conforme o secretário municipal de Saúde, José Francisco Kerr Saraiva, a propagação de informações sobre a nova gripe é essencial para a prevenção da doença. “Neste momento, a principal conduta deve ser fortemente focada na educação, informação de qualidade e na orientação a toda comunidade. Com a conscientização das pessoas e as medidas em relação a assistência e vigilância epidemiológica, com certeza vamos alcançar resultados positivos”, disse.
A enfermeira sanitarista da Vigilância em Saúde, Brigina Kemp, coordenadora da Vigilância Epidemiológica, reforçou a orientação para que as equipes de educadores não recebam alunos com sintomas de gripe nas escolas. Ela também ressaltou que a rede de Saúde de Campinas está preparada para atender aos pacientes acometidos pela nova gripe, considerando a expectativa de aumento dos casos com a volta às aulas.“Estamos preparados para atender a todos os casos suspeitos, inclusive com o acesso mais amplo ao medicamento para a doença, já que o município está capilarizando a distribuição do produto”, afirmou. Segundo Brigina, a Secretaria Estadual de Saúde se comprometeu em garantir a distribuição sistemática do Oseltamivir – nome genérico do Tamiflu. A sanitarista informou ainda que até este momento não houve desabastecimento do medicamento em CampinasPreparaçãoAlém das informações repassadas por meio de folders, cartazes e vídeos, cerca de 5 mil profissionais da rede municipal de educação receberam orientações das equipes da Vigilância em Saúde de Campinas sobre a nova gripe, entre os dias 29 de julho e 7 de agosto.
Após a capacitação, os educadores organizaram reuniões nas escolas para traçar planos e estratégias para prevenir a doença e desenvolver atividades de conscientização entre os alunos e pais. As redes particular e estadual e outros setores da sociedade também receberam orientações dos técnicos da Secretaria de Saúde.
No Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei) José Fidelis, a equipe de educadores se reuniu com profissionais do Centro de Saúde próximo à escola para que todas as dúvidas fossem esclarecidas e vai distribuir desenhos e realizar outras atividades interativas para que os pequenos ao mesmo tempo pintem e aprendam sobre formas de prevenção da nova gripe.
“A partir de segunda-feira, dia 17 de agosto, complementaremos algumas ações de conscientização entre os educadores e os alunos no cotidiano escolar”, contou o diretor da unidade, Anderson Missio. Já na Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Geny Rodriguez, álcool gel e copos descartáveis farão parte do cotidiano da comunidade escolar. “Fizemos cartazes e vamos distribuir cartas aos pais com orientações, além de termos feito reunião com os professores e funcionários. O objetivo é que todos estejam engajados nas ações de prevenção”, explicou a diretora da escola, Sônia Maria Pedrassolli Felipe.
A Secretaria Municipal de Educação também irá afastar das salas de aula 22 professoras e dez monitoras que estão grávidas. A ação visa prevenir a nova gripe entre as gestantes, que constituem um dos principais grupos de risco para a doença. Essas educadoras, por pelo menos 20 dias, assumirão atividades administrativas nas escolas.Segundo a Secretaria de Saúde, as mudanças no corpo da mulher durante a gravidez reduzem sua imunidade e, por isso, ela corre mais risco de adoecer.
Desde junho, Campinas notificou 580 casos suspeitos de Doença Respiratória Aguda Grave. Deste total, 150 foram confirmados para H1N1. Outros 180 aguardam resultados e o restante foi descartado. Do total de confirmados – 150 -, dez morreram, sendo uma gestante.
Sintomas:
Muitas informações têm sido veiculadas, principalmente pela internet, acerca da nova gripe, nem todas corretas. Os sintomas da gripe pelo Influenza A H1N1 são parecidos com o da gripe sazonal. “Você não será capaz de saber a diferença entre a gripe comum e a nova gripe – ou gripe pelo Influenza A (H1N1)”, diz a Organização Mundial de Saúde.
Se tiver febre alta (mais de 38 graus), tosse e/ou dores musculares e nas articulações e/ou cansaço, procure o centro de saúde ou seu médico de confiança.
Não vá à escola, ao trabalho ou a lugares de grande concentração de pessoas porque há risco de você transmitir a doença. Fique em casa e siga as orientações médicas.
Em Campinas, as pessoas podem tirar dúvidas sobre a gripe A (H1N1) pelos telefones 156 ou 160.
Autor: Ingrid Vogl e Denize Assis
Assista ao vídeo informativo:

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Gripe Influenza A (H1N1) - informações

O que é a influenza A (H1N1)?
É uma doença respiratória aguda (gripe), causada pelo vírus influenza A (H1N1). Este novo subtipo do vírus da influenza, assim como a gripe comum, é transmitido de pessoa a pessoa principalmente por meio de tosse ou espirro e de contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas.
Quais os sintomas que definem um caso suspeito de influenza A (H1N1)?
Febre alta de maneira repentina (maior que 38ºC) e tosse podendo estar acompanhadas de algum dos seguintes sintomas: dor de cabeça, dores musculares e nas articulações, dificuldade respiratória; E ter apresentado esses sintomas até 10 dias após sair de países que reportaram casos pela influenza A (H1N1); OU ter tido contato próximo nos últimos 10 dias com pessoa classificada como caso suspeito de infecção humana pelo novo subtipo de influenza. Observação: Contato próximo: indivíduo que cuida, convive ou teve contato direto com secreções respiratórias ou fluídos corporais de um caso confirmado.
Em quanto tempo, a partir da transmissão, os sintomas aparecem?
Os sintomas podem iniciar no período de 3 a 7 dias após contato com esse novo subtipo do vírus e a transmissão ocorre, principalmente, em locais fechados.
Há uma vacina que possa proteger a população humana contra essa doença?
Não. Não existe vacina contra esse novo subtipo de vírus da influenza. Há pesquisas em andamento, mas não há previsão para o desenvolvimento desta vacina.
A vacina contra gripe comum protege contra a influenza A (H1N1)?
Não há, até o momento, nenhuma evidência de que a vacina contra gripe comum proteja contra gripe do vírus A (H1N1).
Há tratamento para Influenza A (H1N1) no Brasil?
Sim. O Ministério da Saúde adotou um protocolo para tratamento, com utilização de um medicamento antiviral (fosfato de oseltamivir) que será usado apenas nos pacientes que cumpram a indicação descrita no protocolo. O remédio é indicado para ser for tomado até 48 horas a partir do início dos sintomas. ALERTA: Ninguém deve tomar o medicamento sem indicação médica. A automedicação pode mascarar sintomas, retardar o diagnóstico e até causar resistência ao vírus.
O Brasil tem estoque de medicamento para tratamento de pacientes?
Sim. O Ministério da Saúde conta com estoque estratégico suficiente para tratamento de casos de influenza A (H1N1). Para uso imediato, há 6.250 tratamentos adultos e 6.250 pediátricos, que estão sendo enviados aos estados de acordo com a necessidade. Além disso, o governo brasileiro possui, acondicionada em tonéis, matéria-prima para 9 milhões de tratamentos. O medicamento bruto está pronto para ser transformado em cápsulas. O inicio do processamento será indicado pelo Ministério da Saúde, conforme a necessidade.
Como está sendo feito o controle sanitário de passageiros internacionais nos aeroportos do país?
Com a elevação do nível de alerta da OMS de 4 para 5, a Anvisa passou a monitorar todos os vôos internacionais que chegam ao Brasil. Em caso de identificação de casos suspeitos, o viajante será encaminhado, juntamente com passageiros próximos a ele para avaliação clínica e epidemiológica na unidade de atendimento do aeroporto, e se necessário, encaminhamento para hospital de referência. Os demais passageiros serão liberados, após receberem informações sobre a doença. Para ampliar a vigilância, a ANVISA ampliou seu quadro de funcionários nos aeroportos de Guarulhos, em São Paulo, e Galeão, no Rio de Janeiro, principais portas de entrada dos vôos internacionais no Brasil. No momento, 82 funcionários se revezam em três turnos, em Guarulhos, e 55, no Galeão.
Para quais casos é recomendado o uso de máscaras de proteção?
Os equipamentos de proteção individual, como máscaras, devem ser utilizados por pessoas que apresentam os sintomas e pelos profissionais envolvidos no seu atendimento e na inspeção dos meios de transporte nos quais eles se encontravam. No nível de alerta internacional de número 5, a OMS não recomenda o uso de máscaras por pessoas saudáveis.
Existe algum controle de identificação e rastreamento de passageiros que chegam ao país?
Sim. Todo viajante procedente do exterior deve preencher a Declaração de Bagagem Acompanhada (DBA) – declaração da Receita Federal do Brasil onde constam, entre outros, seus dados pessoais. A DBA fica disponível para as autoridades sanitárias, caso seja necessário rastrear passageiros que estiveram em determinado vôo.
Quais as recomendações do Ministério da Saúde para os viajantes internacionais?
a) Aos viajantes que se destinam aos países afetados:

1)Em relação ao uso de máscaras cirúrgicas descartáveis, durante toda a permanência nos países afetados, seguir rigorosamente as recomendações das autoridades sanitárias locais.
2)Ao tossir ou espirrar, cobrir o nariz e a boca com um lenço, preferencialmente descartável. 3)Evitar locais com aglomeração de pessoas.
4)Evitar o contato direto com pessoas doentes.·
5)Não compartilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal.·
6)Evitar tocar olhos, nariz ou boca.·
7)Lavar as mãos freqüentemente com água e sabão, especialmente depois de tossir ou espirrar.·
8)Em caso de adoecimento, procurar assistência médica e informar história de contato com doentes e roteiro de viagens recentes a esses países.·
9)Não usar medicamentos sem orientação médica. Atenção! Todos os viajantes devem ficar atentos também às medidas preventivas recomendadas pelas autoridades nacionais das áreas afetadas.

b) Aos viajantes que estão voltando de viagens internacionais:Viajantes procedentes de outros países, independente de ter ou não casos confirmados, que apresentarem alguns dos sintomas da doença até 10 dias após saírem dessas áreas afetadas devem: 1)Procurar assistência médica na unidade de saúde mais próxima.
2)Informar ao profissional de saúde o seu roteiro de viagem.

O que a população pode fazer para evitar a influenza?
Alguns dos exemplos de cuidados para a prevenção e controle de doenças de transmissão respiratória são:
1)Lavar as mãos com água e sabão (depois de tossir ou espirrar; depois de usar o banheiro, antes de comer, antes de tocar os olhos, boca e nariz).·
2)Evitar tocar os olhos, nariz ou boca após contato com superfícies.·
3)Usar lenço de papel descartável.·
4)Proteger com lenços a boca e nariz ao tossir ou espirrar.·
5)Orientar para que o doente evite sair de casa enquanto estiver em período de transmissão da doença (até 5 cinco dias após o início dos sintomas).·
6)Evitar aglomerações e ambientes fechados (deve-se manter os ambientes ventilados).É importante que o ambiente doméstico seja arejado e receba a luz solar, pois estas medidas ajudam a eliminar os possíveis agentes das infecções respiratórias.
7)Restrição do ambiente de trabalho para evitar disseminação.
8)Hábitos saudáveis, como alimentação balanceada, ingestão de líquidos e atividade física.

Para mais informações, consulte o sítio do Ministério da Saúde em: http://portal.saude.gov.br/portal/saude/profissional/area.cfm?id_area=1534
Fonte: Ministério da Saúde

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Gripe Influenza H1N1

Fique bem informado.
GRIPE “SUINA” INFLUENZA - PERGUNTAS E RESPOSTAS:
1 . Quanto tempo dura o vírus da gripe “suína” em uma superfície lisa?
R: Até 10 horas.
2. Qual é a utilidade do álcool para limpar as mãos?
R: Torna o vírus inativo e o mata.
3 . Qual é o meio mais eficaz de infecção deste vírus?
R: O ar não é a forma mais eficaz para a transmissão do vírus, o fator mais importante para a fixação do vírus é a umidade, (mucosa do nariz, boca e olhos), o vírus não voa e não atinge mais de um metro de distância.
4.- É fácil se contagiar em aviões?
R: Não, é um meio pouco propício para contágio.
5 . Como evitar o contágio?
R: Não levar as mãos ao rosto, olhos, nariz e boca. Não ficar perto de pessoas doentes. Lavar as mãos mais de 10 vezes por dia.
6 .- Q: Qual é o período de incubação do vírus?
R: Em média 5 a 7 dias e os sintomas aparecem quase que imediatamente.
7 . Quando se deve começar a tomar medicação?
R: Dentro de 72 horas depois do diagnóstico e a melhora é de 100%.
8 . De que forma o vírus entra no corpo?
R: Pelo contato, ao dar as mãos ou beijar na bochecha e pelo nariz, boca e olhos
9 . O vírus é letal?
R: Não, o que provoca a morte é a complicação da doença causada pelo vírus, que é pneumonia 10 . Quais os riscos dos familiares de pessoas que morreram?
R: Podem ser portadores e formar uma cadeia de transmissão.
11 .A água nas piscinas transmite o vírus?
R: Não, porque contém químicos e cloro.
12 .O que faz o vírus quando provoca a morte?
R: Uma cascata de reações, tais como insuficiência respiratória; a pneumonia grave é a que causa a morte.
13.Quando se inicia o contágio,antes ou até que os sintomas aparecem?
R: Desde que se tem o vírus, antes dos sintomas.
14 .Qual é a probabilidade de recaída com a mesma doença?
R: 0%, pois a recaída imuniza o vírus da gripe “suina”.
15 .Onde é que se encontra o vírus no ambiente?
R: Quando uma pessoa espirra ou tosse, o vírus pode permanecer nas superfícies lisas, como portas, dinheiro, papéis, documentos, desde que haja umidade. Desde que não se esterilize o ambiente é extremamente recomendável a higiene das mãos.
16 . Se eu for a um hospital particular vão me cobrar pelo remédio?
R: Não, existe um acordo de não cobrar porque o governo está entregando os remédios a todas as instituições de saúde públicas e privadas.
17 . O vírus ataca mais os asmáticos?
R: Sim, os pacientes são mais suscetíveis, mas tratando-se de um novo germe todos nós somos igualmente suscetíveis.
18 .Qual é a população estária que este vírus está atacando?
R: De 20 a 50 anos de idade.
19 . É útil cobrir a boca?
R: Há algumas máscaras de boca de mais qualidade que outras, mas se você for saudável é contraproducente, pois o vírus por seu tamanho atravessa a máscara como se ela não existisse e usando-a cria-se na área do nariz e boca um micro clima úmido propício ao desenvolvimento viral; mas se você já está infectado use-a para NÃO infectar outras pessoas; é relativamente eficiente.
20 . Posso fazer exercício ao ar livre?
R: Sim, o vírus não anda no ar e nem tem asas.
21 . Tomar Vitamina C serve para alguma coisa?
R: Não serve de nada para prevenir o contágio deste vírus, mas ajuda a resistir seu ataque.
22 . Quem está a salvo desta doença ou quem é menos suscetível?
R: A salvo ninguém, o que ajuda é a higiene dentro de casa, escritórios, utensílios e evitar ir em locais públicos.
23 . O vírus se move?
R: Não, o vírus não tem asas nem pernas, uma pessoa contaminada o faz entrar no interior do organismo.
24 . Os animais de estimação se contagiam com o vírus?
R: Com este vírus NÃO, provavelmente se contagiam com outro tipo de vírus.
25 . Se eu vou a um velório de alguém que morreu deste vírus posso infectar-me?
R: NÃO.
26 . Qual é o risco de mulheres grávidas contrair este vírus?
R: As mulheres grávidas têm o mesmo risco, mas é em dobro, elas podem tomar antivirais em caso de contágio mas com rigorosa supervisão médica.
27 . O feto pode ter lesões se uma mulher grávida estiver contagiada por este vírus?
R: Não sabemos que estragos pode fazer no processo, pois é um vírus novo.
28 . Posso tomar ácido acetilsalicílico (aspirina)?
R: Não é recomendado, pode causar outras doenças, a menos que você já o utiliza por prescrição médica para problemas coronários, nesse caso, continue tomando-o.
29 . Ajuda alguma coisa tomar antivirais antes dos sintomas?
R: Não ajuda em nada.
30 . As pessoas com HIV, diabetes, aids, câncer, etc., podem ter maiores complicações do que uma pessoa saudável quando se contagia com o vírus?
R: Sim.
31 . Uma gripe convencional forte pode se converter em influenza?
R: NÃO.
32 . O que mata o vírus?
R: O sol por mais de 5 dias no meio ambiente, o sabão, os antivirais, o álcool gel.
33 . O que fazem nos hospitais para evitar contágios em outros pacientes que não têm o vírus?
R: O Isolamento.
34 . O álcool gel é eficaz?
R: Sim, muito eficaz.
35 . Se eu sou vacinado contra a gripe da estação estou segura contra este vírus?
R: Não serve para nada, ainda não há vacina para este vírus.
36 . Este vírus está sob controle?
R: Não totalmente, mas as autoridades da saúde estão tomando medidas agressivas de contenção.
37 . O que significa passar do alerta 4 ao alerta 5?
R: A fase 4 faz as coisas diferentes na fase 5; isso significa que o vírus se propagou de pessoa a pessoa em mais de 2 países, e a fase 6 é que se propagou em mais de 3 países .
38 . Quem foi infectado por este vírus e se cura, fica imune?
R: Sim.
39 .. As crianças com tosse e gripe têm influenza?
R: É pouco provável, as crianças são pouco afetadas.
40 . Quais as medidas que as pessoas que trabalham devem tomar?
R: Lavar as mãos várias vezes ao dia.
41 . Eu posso me contagiar ao ar livre?
R: Se há pessoas infectadas e que tossem ou espirram sim, pode acontecer, mas o ar é um meio de pouco contágio.
42 . Pode-se comer carne de porco?
R: Sim, pode e não há nenhum risco de contágio.
43 . Qual é o fator determinante para saber se o vírus já está controlado?
R: Embora a epidemia esteja controlada, no inverno boreal (hemisfério norte) pode retornar e não haverá vacina.

Clauss ac Laboratorio Novartis

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Pensamento

A atmosfera em que uma criança vive o seu dia-a-dia e que é percebida por ela é um dos elementos mais importantes para determinar se a sua vida será bem-sucedida. Em uma família em que existe amor e compaixão, as crianças serão adultos mais felizes e realizados. Sem amor, toda a sua vida futura corre o risco de ser estragada, arruinada. O afeto tem, portanto, uma influência decisiva no desenvolvimento das crianças.

Dalai-Lama

quarta-feira, 29 de julho de 2009

EJA - festa de encerramento

EJA - encerramento do primeiro semestre de 2009.

Festa julina

Festa julina realizada em 04 de julho de 2009 na EMEF Dulce Bento Nascimento.
Preparativos, dança de quadrilha dos alunos, dança de quadrilha dos professores e comunidade.
Muita animação.

Produção dos alunos do ensino fundamental I

Trabalhos desenvolvidos pelos alunos do ensino fundamental I da EMEF Dulce Bento Nascimento, sob orientação das professoras responsáveis.


quinta-feira, 16 de julho de 2009

Mensagem

Quebre seus paradigmas sobre motivação profissional! Esqueça o lugar-comum e as promessas mágicas para chegar ao topo. Se há uma fórmula para chegar lá, esta certamente apenas você conhece!

José Geraldo Recchia.

domingo, 21 de junho de 2009

Exposição: Santos Dumont

Visita ao Museu de Arte Conteporânea de Campinas: SANTOS = DUMONT designer.

Professores e alunos da EJA EMEF Dulce Bento Nascimento tem a oportunidade de participar de uma aula histórica e culturalmente riquíssima.

video

sábado, 13 de junho de 2009

Produção dos alunos

Produção dos alunos do ensino fundamental I sob orientação das professoras responsáveis.


sábado, 23 de maio de 2009

Convite

Caros colegas!!
Estamos construindo o blog da escola.
Este espaço será destinado à troca de experiência, registro de atividades, opiniões, produções diversas dos colegas.
É um espaço para integração escola/comunidade/alunos.
Vocês foram convidados a participar como membros/produtores deste espaço.
Suas contribuições serão muito importante para o crescimento e o sucesso deste espaço.

Abraços!!

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Sarau-EJA-2008

Sarau apresentado pelos alunos do 2º termo - EJA 2008. Poeta homenageado: Carlos Drumond de Andrade.
video

terça-feira, 12 de maio de 2009

Boas Vindas

Caros colegas, alunos e comunidade,
Sejam bem-vindos!!!
Dê sua contribuição, participem!!!
Sua contribuição é muito importante para o nosso sucesso.
Abraços.