quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Calculando a área de um triângulo:

O triângulo possui diferentes fórmulas matemáticas para determinar sua área. 

* Produto da base pela altura 

A = {(B \cdot h)\over 2} onde b é a base e h é a altura do triângulo.

Exemplo 1
Determinar a área do triângulo a seguir considerando que a sua base mede 20 metros e a altura 12 metros.
 A = 12 * 20 / 2 
A = 240 / 2
A = 120 m2

* FORMA de HERON ( semiperímetro)
Outra forma de determinar a área do triângulo é através da expressão de Heron de Alexandria, que utiliza o semiperímetro do triângulo. 

A = {\sqrt{p \cdot (p - a) \cdot (p - b) \cdot (p - c)}} 
onde 
p = {(a + b + c) \over 2} semiperímetro.



* LADOS
Também calculamos a área de um triângulo a partir de dois lados quaisquer e o ângulo entre eles.

A = {a \cdot b \cdot sen(\alpha) \over 2}

* Triângulos equiláteros (lados iguais)
Se o triângulo for equilátero de lado L, sua área A pode ser obtida por:

A = {l^2 \sqrt{3}\over 4}
Ou então usando sua altura h e a fórmula da base vezes a altura. A altura h do triângulo equilátero é:
h = {l \sqrt{3}\over 2}



quinta-feira, 16 de junho de 2016

Link da página do Facebook para divulgação do ato realizado por pais e alunos em defesa da Educação e sobre a crise dos terceirizados

Ato dos pais em defesa da educação - crise dos terceirizados

terça-feira, 17 de novembro de 2015

CARTA DOS ALUNOS DO 1º. TERMO DO CURSO DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS DA EMEF PROFA. DULCE BENTO NASCIMENTO (CAMPINAS) EM APOIO AOS ESTUDANTES QUE OCUPAM ESCOLAS NO ESTADO DE SÃO PAULO



Através dessa carta queremos manifestar nossa crítica ao projeto de reorganização das escolas públicas estaduais que está sendo imposto pelo governador Alckmin. Essa mudança vai causar grandes transtornos à população. Várias escolas serão fechadas. Inúmeras outras se limitarão a oferecer apenas um ciclo do ensino, dificultando as rotinas das famílias e, até mesmo, desestimulando a ida à escola. É um absurdo o governo impor essa mudança sem antes consultar os professores, pais e alunos . Discordamos do projeto porque ele tem por objetivo economizar dinheiro na educação quando, na realidade, precisamos de mais investimentos para melhorar a qualidade do ensino. É uma vergonha usar a violência policial contra aqueles que lutam pelo direito à educação. Damos o total apoio aos alunos que, corajosamente, ocupam as escolas! Estamos na luta com vocês!

Campinas, 16 de novembro de 2015.


quarta-feira, 10 de junho de 2015

GREVE DOS EDUCADORES: UMA LUTA EM DEFESA DA ESCOLA PÚBLICA E PELA VALORIZAÇÃO DOS TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO

Comunidade da Escola do Guará,

Desde a segunda passada vários professores da nossa escola entramos em greve. Depois de três mesas de negociação, sem resultados, foi o último recurso que nos restou. Na questão salarial o prefeito Jonas Donizete não concedeu nem o índice da inflação dos últimos doze meses e as condições de trabalho nos serviços públicos da cidade só pioram. Na educação os problemas são muitos e, por isso, é o setor que mais aderiu à greve: temos creches superlotadas, escolas de ensino fundamental funcionando sem professores e sem outros funcionários, a implantação da educação integral está ocorrendo de forma precária, sem os recursos materiais e humanos necessários para a ampliação do tempo das crianças e dos adolescentes na escola. 



O dia-a-dia da greve é de muita labuta! Fizemos várias atividades para sensibilizar a administração e a população sobre os problemas que temos vivido no serviço público municipal e sobre a importância do atendimento à nossas reivindicações para qualificarmos o atendimento: visitas aos locais de trabalho para conversar com os trabalhadores que ainda não aderiram à greve, passeatas, aulas públicas, elaboração e entrega de cartas de esclarecimento à população, abraço do Paço Municipal. A administração Jonas Donizete responde de forma intransigente, embora todos saibamos que houve aumento da arrecadação no município e há condições de avançar na negociação: na semana passada abriu mais uma rodada de negociação para aumentar 1%, na proposta já feita, mas somente para o mês de novembro. Um desrespeito! E nenhum retorno sobre nossas várias demandas relacionadas às condições de trabalho! Nessa semana estamos sofrendo ameaças de termos faltas injustificadas e cortes no pagamento. Uma intimidação sem cabimento, pois seguimos todos os passos legais para a realização do direito de greve e a discussão sobre os dias parados sempre ocorre ao término da paralisação. 



Mas a postura desrespeitosa e intransigente da prefeitura não intimidou os trabalhadores, muito pelo contrário. Fez crescer a indignação! A mobilização e adesão à greve aumentaram! Sabemos dos transtornos que uma greve traz, mas é importante que ninguém perca de vista que a responsável por essa situação é a administração municipal. Contamos com a compreensão e o apoio da comunidade escolar! O mesmo compromisso que nos faz dar o melhor de nós em nossas aulas, no dia-a- dia de trabalho na escola junto aos alunos, é aquele que nos move agora para, de forma coletiva, lutar por uma educação de qualidade, com condições dignas de salário e de condições de trabalho! Temos a certeza de que a capacidade de nos indignarmos, de nos mobilizarmos coletivamente para a luta é o melhor exemplo que podemos dar aos nossos alunos e para toda a comunidade escolar nesse momento!  Vamos nessa porque hoje é mais um dia de greve e, em dia de greve, ninguém fica parado! Abraços!

Educadores em greve da Escola do Guará

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Geografia: A DESCRIÇÃO DA PAISAGEM

Atividade proposta aos alunos 2° Termo neste início do segundo bloco da EJA.  
Tema em discussão: Paisagens Geográficas e conceito de lugar. 
Aula em conjunto com a disciplina de Informática - Ceprocamp (Professor Celso): Edição de texto e busca de imagens na rede.

Confidência do Itabirano

Alguns anos vivi em Itabira.
Principalmente nasci em Itabira.
Por isso sou triste, orgulhoso: de ferro.
Noventa por cento de ferro nas calçadas.
Oitenta por cento de ferro nas almas.
E esse alheamento do que na vida é porosidade e comunicação.
A vontade de amar, que me paralisa o trabalho,
vem de Itabira, de suas noites brancas, sem mulheres e sem horizontes.
E o hábito de sofrer, que tanto me diverte,
é doce herança itabirana.
De Itabira trouxe prendas diversas que ora te ofereço:
esta pedra de ferro, futuro aço do Brasil,
este São Benedito do velho santeiro Alfredo Duval;
este couro de anta, estendido no sofá da sala de visitas;
este orgulho, esta cabeça baixa...
Tive ouro, tive gado, tive fazendas.
Hoje sou funcionário público.
Itabira é apenas uma fotografia na parede.
Mas como dói! 
                        Carlos Drummond de Andrade


Meu lugar
O meu lugar é um pouco misturado um pouco de urbano, um pouco de  rural.  E o meu cantinho preferido é  onde eu moro tem um rio que corta ao meio separando os lados urbano e rural.   Tem de tudo um pouco mas sempre tem um lugar que você se sente melhor que é perto do  rio. A água  com os dias vão passando, cada dia é de um jeito,  tem dia que a água é     branquinha e outro  dia a água é suja. Parecido  com a vida  da gente, o dia que você  esta feliz é igual a água branquinha e o dia que você não  esta pra ninguém é como a água suja  e assim você sai se identificando com a natureza .E no lado urbano não tem isso de muita natureza, só tem casas, asfalto.  É  mais fechado para o lado da natureza. Esse é   meu ponto de vista.
Alice cândido...
                                 

                                                   


  Meu lugar

               Um lugar que foi significativo pra mim foi na praia de Guarujá. Nunca morei por lá, mas sempre viajo. Já fui muitas vezes lá e em todos os lugares onde fui eu gostei mesmo foi de lá. É muito bom, é um lugar muito bonito e bem movimentado. Tem muitas árvores, pássaros e o mar e muito agitado e muito lindo. As pessoas de lá andam bem à vontade pelas ruas, mercados, lojas, restaurantes, o calor de lá é demais, tem musicas na beira da praia, futebol e vôlei. Gostei muito quando andei de triciclo foi muito divertido super legal, demos a volta no quarteirão fomos pro pão de açúcar compramos bebidas, comidas e depois passamos o dia inteiro na praia. Vimos barcos, navios e jet sky. As ondas são muito fortes. Em finais de semana, sexta-feira e sábado tem balada muito bom mesmo! E quando viemos embora pegamos conchinhas, tiramos varias fotos, foi muito gostoso. O mar é maravilhoso, a areia é um pouco pesada para se andar, mas a paisagem da praia é muito linda. Dá um pouquinho de medo quando se vai descer a Serra, mas é muito legal porque da pra ver tudo lá em baixo: o mar, os barcos, navios, arvores, as ilhas, casas, carros, pássaros, etc...
Foi o que me marcou porque a paisagem é muito bonita e sinto saudades de lá. 

                                                                 


Meu lugar

Meu mundo e muito  deferente daqui . Na minha cidade eu dormia com a porta  da minha casa aberta. Aqui eu não faço isso é muito perigoso .Eu moro em um sítio e além de ter animais como onça,  também  tem  o problema da violência .Aqui é muito  perigoso . Onde eu morava no Maranhão é suave e  eu tinha muito mais liberdade  lá.
Emanuel


                                                                   


                                                Meu Lugar                                                                        
                                                                                                     
                                                        
  Um lugar que me marcou muito foi quando eu morei em Brasília. Eu morei sete anos lá e conheci muitas pessoas interessantes. A cidade não é perto das lojas comerciais, pelo contrario é tudo longe.
  O que mais me marcou foi a vista do por do sol no congresso nacional, o sol se pondo entre as torres, e as arquiteturas do Oscar Niemeyer, na catedral tem uns anjos de aço pendurados no alto  e também tem um tapete vermelho.
  O modo com que a cidade foi planejada vista de cima parece um avião é quase igual.

  Tem um parque chamado Ermida Dombosco era de frente com o lago Paranoá, lá perto tem um mirante que dava pra ver quase todo o lago.  









O meu lugar
           
   O meu lugar é rodeado de lindas árvores e paisagens de se olhar. Meu lugar fica na Mata Santa Genebra.
    É uma mata muito bonita rodeada pela nossa linda natureza, árvores, matos, animais e água.
    Dentro dessa mata tem uma linda paisagem difícil de esquecer, uma grande e perfeita cachoeira com enormes pedras rodeada de muitas flores, uma água clarinha... a coisa mais linda de se ver.
    Nessa mata tem também um lugar perfeito e maravilhoso, o borboletário, com borboletas de todas as cores e tamanhos, lindas.
    Esse é o meu perfeito lugar, onde a natureza é valorizada e bem cuidada, onde a nossa perfeição tem seu valor.

    No bairro onde é localizada a mata e seus arredores, é um lugar tranquilo de viver. Antigamente existia muita dificuldade financeira mas de uns tempo pra cá construíram duas fabricas, muitos comércios por perto. Algumas pessoa que moravam numa área arriscada ali perto ganharam sua casas, muitas coisas boas já aconteceram e espero que continue acontecendo.
Aline 


terça-feira, 4 de março de 2014

Socializando... atividade com alunos do 3° termo




Atividade desenvolvida na disciplina de Geografia com alunos do 3° Termo da EJA.
O filme “1492 – A Conquista do Paraíso” subsidiou as discussões iniciais sobre a Formação Territorial Brasileira - Pontos de discussão: O feito Europeu de superar a barreira imposta pelo Oceano Atlântico e estabelecer aqui no “Novo Mundo” territórios “oficiais”; A participação da Coroa, da Igreja e de Negociantes/Comerciantes na viabilidade institucional e financeira da empreitada; As relações estabelecidas entre Homem e Natureza (foco principal das análises Geográficas) explicitadas nas cenas do filme que mostram o contraste entre as concepções dos povos nativos frente às concepções dos povos de além-mar. Procurou-se destacar que enquanto o povo nativo estruturou sua existência em comum simbiose com a Natureza, para o europeu esta não passa de apenas um meio de obter riqueza e, nesse sentido criam uma relação não mais de integração, mas sim de dominação.
Como forma de aproveitamento e avaliação da atividade foram propostos aos alunos alguns questionamentos sobre cenas e discussões presentes no filme e, ao final eles deveriam escrever um breve comentário no sentido de avaliar a relevância do filme para compreender o período das grandes navegações e se o recomendaria para outras pessoas. Confira abaixo os comentários dos alunos:

“Eu gostei muito do filme, recomendo para todos assistirem. É muito bom. Todas as cenas me chamaram a atenção. Recomendo o filme porque é muito interessante.Me ajudou a entender melhor sim, porque eu já sabia, mas não imaginava cada cena.” – Rosana

“ Esse filme eu gostei dele porque deu para entender melhor como era aquele tempo das grandes navegações. Uma das cenas que me chamou a atenção foi as bruxas sendo queimadas em praça pública para todos verem e não mexerem com a igreja. E eu recomendo às pessoas que tiverem oportunidade de assistir, que prestem bem a atenção no filme. É um filme bom e se você assistir você vai entender melhor como era o tempo das grandes navegações”. – Enzo

“Na minha opinião, o filme poderia ser mais interessante se fosse em português, mas gostei sim do filme. Eu recomendaria só se fosse em português. Muito bacana o filme! A cena mais marcante foi quando eles pensaram em desistir, mas Colombo conversou com todos, assim que terminou a conversa logo eles viram terra a vista. Outra cena foi quando eles vieram com o cavalo, os índios bobos com aquilo ficaram passando a mão no cavalo.”- Gustavo

 “Eu gostei muito do filme, aprendi muitas coisas que eu não sabia, uma cena que me chamou a atenção foi quando ele media as estrelas para se localizar. Eu também recomendo esse filme, assim que assistir vai aprender muito como eu aprendi.” – Sidney

"O filme foi bom, pena que não foi em português. Quando ele deixa a esposa para fazer estas viagens, quando ela fala para ele ‘mas você vai me deixar’. Recomendo sim, por ser bom e bonito. Eles provaram que a Terra é redonda e não como os outros pensaram que era.”
Cristina

"Eu gostei do filme por mostrar como foi descoberto as Américas, as curiosidades sobre como eram os europeus e os índios na época que eram bem diferentes. A cena que mais chamou a atenção para mim foi quando eles chegaram ao lugar, eles ajoelharam fizeram uma reza e agradeceram a Deus e a Rainha. Eu recomendo o filme, é muito bom para quem tem curiosidade sobre essa época, de como era antes a natureza com os índios, como eles se vestiam e se relacionavam. Me ajudou a compreender melhor esse período, eu tinha curiosidade de como eles reagiram quando chegaram e se depararam com os índios e os índios também. Na parte do filme quando eles se encontraram mostra os europeus parados e os índios com curiosidade tocando os europeus para saber como era porque era diferente e nunca se depararam com nada igual e gostei também da parte que eles concluíram que todos eram do bem.” – Camila

“Gostei porque aprendi mais sobre as navegações” – Miguel


“Sim porque é muito bom eu recomendo sim, ajudou sim a compreender melhor o período histórico das grandes navegações. Uma cena: bem na hora da caça, a hora que o homem foi mordido pela cobra...” – Suzana